30 empresários brasileiros visitaram região de Trás-os-Montes e Alto Douro

Nos dias 19 e 20 de março, um grupo de 30 empresários brasileiros visitou alguns locais da região de Trás-os-Montes e Alto Douro, a convite da Rota do Azeite e Vinhos de Trás-os-Montes no Brasil e de alguns produtores. Durante dois dias, os empresários, ligados ao Grupo Pereira, detentor de uma das maiores cadeias de hipermercados do Brasil, conheceram as instalações e equipas dos seus parceiros portugueses.

Pedro Martins, diretor da Quinta dos Castelares, refere que “esta receção veio comprovar e fortalecer os laços criados com o mercado brasileiro”. “É fundamental que os nossos clientes conheçam em primeira mão toda a nossa missão e trabalho que tem vindo a ser desenvolvido. Queremos ser, cada vez mais, uma das maiores referências da Região de Trás-os-Montes, afirmando que é possível viver no interior, criando produtos de extrema qualidade e fixando os jovens da nossa terra. Há um novo Douro para descobrir”, referiu. Atualmente, a Quinta dos Castelares exporta para o Brasil cerca de 20% da sua produção.

Já Vítor Dinis, diretor da Rota do Azeite e Vinhos de Trás-os-Montes no Brasil referiu que esta era a viagem por que muito esperava. “Para mim, esta viagem é um sonho tornado realidade, uma vez que através do projeto que criei no Brasil, em 2015, ano após ano, juntamente com a minha equipa e produtores que fazem parte da Rota, temos dado a conhecer ao mundo os produtos da região transmontana. A vinda destes empresários ao Douro é o caminho para o fortalecimento e valorização das parcerias”, explicou Vítor Dinis, natural do Larinho (Torre de Moncorvo), que emigrou muito novo para o Brasil, onde atualmente reside e gere os seus negócios.

Beto Pereira, presidente do Grupo Pereira, realçou a satisfação da sua equipa na forma como foram recebidos, realçando a importância da viagem, que se traduz num fortalecimento da amizade e negócios realizados com os produtores da região transmontana, que integram a Rota do Azeite e Vinhos de Trás-os-Montes no Brasil.

Menu