“500 Anos da Descoberta do Estreito de Magalhães” comemorados em Sabrosa

 No âmbito das comemorações do V Centenário da Viagem de Circum-navegação de Fernão de Magalhães, a Estrutura de Missão oficial para estas comemorações e a Câmara Municipal de Sabrosa homenagearam sexta-feira os “500 Anos da Descoberta do Estreito de Magalhães”, num evento comemorativo que destacou a, já reaberta, Exposição “Locais e Culturas da Viagem de Magalhães”, em Sabrosa, e contemplou a apresentação pública do livro “Marinheiros da Esperança, na rota de Magalhães e Elcano”, lançado em três idiomas, e que conta com prefácio dos três Chefes de Estado-Maior da Armada dos respetivos países.

Ao início da tarde aconteceu a abertura oficial do evento na Exposição “Locais e Culturas da Viagem de Magalhães”, com destaque para as intervenções do vice-presidente da Câmara Municipal de Sabrosa, António Graça, que aproveitou o momento para agradecer a todos os intervenientes envolvidos no processo de reabertura daquele espaço expositivo, e do presidente da Estrutura de Missão, José Marques, que realçou a importância de Sabrosa na promoção de Fernão de Magalhães “nacional e internacionalmente”, do seu feito e do trabalho que é desenvolvido atualmente em torno da sua viagem.

Ainda no âmbito do programa estipulado para o momento, foi descerrada uma placa de homenagem da data na Estátua Fernão de Magalhães, na Avenida Cidade de Cebú, sendo mais tarde apresentado, no Espaço Miguel Torga, o livro “Marinheiros da Esperança, na rota de Magalhães e Elcano”, por Eurico Jorge Gaspar, Diretor de Pediatria e Neonatologia do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Menu