767 Milhas até Bristol – novo projeto Museu do Douro

A Fundação Museu do Douro lança-se numa nova aventura, à boleia da música do projeto “Sons do Douro” e da história do vinho do Porto. Depois do documentário que começou na foz do Rio Douro e terminou nos Picos de Urbión em setembro de 2017, num longo percurso de 897 km, tendo como fio condutor o projeto musical Sons do Douro, é tempo de continuar a viagem e de filmar um novo documentário. “A nossa história não poderia ficar por aqui. Agora, irá continuar pelas águas do Atlântico até Bristol, Reino Unido, onde as 767 milhas percorridas outrora para transportar o vinho do Porto serão a nossa estrela angular e farão parte da nossa viagem…”, refere Luis Carvalho, do Museu do Douro. “Com o projeto musical Sons do Douro pretendemos partilhar a nossa cultura musical com o povo de Bristol. O vinho do Porto, embaixador do trabalho árduo dos Homens que diariamente sobem as arribas do Douro serão novamente companheiros de viagem, que pretendemos homenagear”, conclui. 

A viagem começa dia 1 de julho e estende-se por 10 dias. Com o projeto musical “Sons do Douro” (que usa pipas de vinho para recriar alguns ambientes e tradições sonoras da região duriense), serão realizados workshops de música envolvendo tradições locais, uma residência artística com músicos de Bristol de Folk Music, concertos e espetáculos de rua. Momentos que serão alargados a Londres, como, por exemplo,  no dia 4 de julho, com um concerto de rua em Picadilly. Desta troca de experiências e partilha de culturas, resultará ainda um caderno de viagem e o documentário “767 Milhas até Bristol”. 

Este projeto tem como entidade promotora a Fundação Museu do Douro e como parceiros institucionais e patrocinadores.
O primeiro documentário, “897 km de Douro”, foi reconhecido nacional e internacionalmente pela sua criatividade, inovação e singularidade cultural. 

Menu