AAUTAD lança estudo sobre o alojamento estudantil em Vila Real

A Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD) está realizar um estudo de caso relativo às oscilações no alojamento dos estudantes nos últimos anos. Desta forma, pretende perspetivar o impacto que a pandemia provocada pela covid-19 terá na oferta de alojamento estudantil na cidade de Vila Real.

Recorde-se, a oferta do número total de camas da cidade já se encontrava numa situação alarmante, no ano passado, devido aos postos de trabalho criados pela inauguração de dois hospitais privados, e ao progressivo aumento do número de alunos criando uma inflação sem precedentes no mercado local. Situação que levou a AAUTAD a promover a manifestação estudantil no ano letivo anterior “Uma Academia sem teto”

No ano de 2018, a Associação Académica, em moção assinada por todos os Núcleos e Associações de Estudantes, evidenciou as suas preocupações relativamente ao corrente problema do alojamento académico em Vila Real junto da Câmara Municipal e do Reitor da Universidade.

Devido também à pandemia, e aos consequentes planos de contingência perspetiva-se que haja uma redução de 174 camas nas residências universitárias da UTAD. A AAUTAD tem vindo insistentemente a conduzir estas preocupações aos órgãos de gestão da Universidade, nas quais estes asseguram a procura de soluções que visem suprimir ao máximo as consequências desta diminuição. As soluções podem passar por parcerias com turismo de habitação local.

Atém disso, José Pinheiro, presidente da AAUTAD, evidencia que, cerca de 70% dos estudantes são deslocados, e 40% dos mesmos beneficiam de bolsa de Ação Social. Mediante a oferta de alojamento da universidade cerca de 90% dos alunos necessitam de encontrar uma solução no mercado privado, como evidenciado.
A Associação Académica pretende, assim, que, para todos os novos alunos, sejam criadas garantias para o sucesso pessoal dos mesmos e que receber de volta a comunidade académica da melhor forma possível seja visto como uma prioridade para a nossa cidade.

Menu