ADVID prevê diminuição na produção da vindima de 2020


Associação de Desenvolvimento da Viticultura Duriense (ADVID), divulgou hoje a previsão da produção para a vindima de 2020 e indica que, este ano, a colheita será “abaixo do ano passado”. Este ano a previsão aponta para uma produção que vai de 198 a 224 mil pipas. De sublinhar que, no ano passado, a produção atingiu as 278 mil pipas de vinho. 

Segundo Rosa Amador, diretora geral da ADVID, esta “quebra” deve-se, principalmente, ao míldio (um fungo que afeta todos os órgãos verdes da videira) que chegou mais cedo do que o esperado e que se propagou pelas três sub-regiões da Regia Demarcada do Douro: Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior. Além disso, ocorreram dois escaldões, um no início de junho e outro na semana passada, que afetaram a produção. “É um ano não será muito fácil visto que há menos produção, maiores custos de produção e uma maior necessidade de intervir mais a nível fitossanitário”, sublinhou Rosa Amador, acrescentando que o resultado da produção dependerá das condições climática até às vindimas.

Recorde-se que estas previsões têm por base o método de pólen recolhido na fase de floração da videira, entre maio e junho.

Menu