Apresentada a síntese da caminhada Sinodal da Diocese de Vila Real

A Igreja de Vila Real viveu a sua caminhada sinodal desde outubro de 2021 a junho de 2022, coincidindo com a celebração do centenário da criação da diocese.

A síntese desta caminhada sinodal envolveu a realidade eclesial da diocese: conselho diocesano de pastoral, conselho presbiteral, paróquias, arciprestados, movimentos e serviços, num total de cerca de 2000 participações, em grupos presenciais e inquéritos on-line.

A Equipa Diocesana Sinodal, composta pelo Pe. Márcio Martins, João Paulo Lopes, Olímpia Mairos e Diácono Daniel Coelho, orientou o desenrolar dos trabalhos e apresentou a síntese ao Conselho Pastoral Diocesano no passado sábado, dia 18 de junho, que está agora disponível para consulta no site da diocese.

Tratou-se de um caminhar juntos na busca do querer de Deus para a Igreja do terceiro milénio, procurando responder, em clima de oração, à questão fundamental proposta pelo papa: 

Uma Igreja sinodal, ao anunciar o Evangelho, «caminha em conjunto». Como é que este «caminho em conjunto» está a acontecer hoje na nossa Igreja local? Que passos é que o Espírito nos convida a dar para crescermos no nosso «caminhar juntos»?

Foi uma oportunidade de encontro, diálogo e partilha entre membros da mesma comunidade que valorizaram a iniciativa como caminho para a edificação de uma verdadeira comunidade cristã, ao jeito das primeiras comunidades. Deste diálogo e partilha resultou um conjunto de reflexões que se encontram no documento publicado e várias propostas pertinentes para a renovação desta Igreja local.

Para que o caminho sinodal se concretize com maior plenitude, propôs-se que se institua uma estrutura sinodal permanente a fim de que o caminho iniciado não seja interrompido, que se instituam também Assembleias Sinodais regulares nas estruturas diocesanas: nas paróquias, nos arciprestados e nos movimentos, com vista a uma pastoral de conjunto e em sintonia com a diocese.

A diocese fica agradecida a todos os participantes e à equipa sinodal pelo trabalho complexo que teve e fica também comprometida para o futuro com as conclusões emanadas dos trabalhos desenvolvidos ao longo destes meses.

Pe. João Curralejo

Menu