AquaValor: inaugurado em Chaves o Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água

Foram inauguradas esta quarta-feira, dia 28 de abril, em Chaves, as instalações do AquaValor – Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água, projeto desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), em parceira com o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e que recentemente foi reconhecido pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), como Laboratório Colaborativo (CoLab), por se tratar de um projeto que além de se focar na área temática da água valoriza outros recursos endógenos da região.

O espaço é composto por quatro laboratórios e conta com uma equipa de 14 investigadores altamente qualificados, centrados na pesquisa em áreas como Tecnologias da Informação e Comunicação, Saúde, nas vertentes de Hidrogenoma e Bioensaios e Bioatividade relacionadas com a água mineral natural, Cosmética, Alimentos e bebidas e Turismo.

A cerimónia inaugural contou, entre outros, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, dos Secretários de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Valorização do Interior, João Sobrinho Teixeira e Isabel Ferreira, respetivamente, do Presidente do IPB, Orlando Rodrigues, do Presidente da Direção do AquaValor, Fernando Queiroga, dos Diretores Executivos, Maria José Alves e Ramiro Gonçalves, bem como dos autarcas dos municípios que constituem a CIMAT.

Na sua intervenção, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, destacou que “com a criação do AquaValor foi dado um passo importante para o desenvolvimento da região, que agora tem condições para continuar a crescer nas áreas de investigação e educação”. “Lanço o desafio de num futuro próximo serem criadas aqui uma escola da água e um centro de incubação de empresas, de forma a atrair mais investimento e recursos humanos para o Alto Tâmega”, sublinhou.

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, subscreveu o repto feito pelo seu homólogo, acrescentando que “o AquaValor desconstrói a ideia de que o interior está subjugado apenas à agricultura e floresta e que não tem capacidade para desenvolver projetos noutros setores”. “Este projeto é a prova de que no interior também pode ser feita investigação de ponta, desde que haja estruturas e condições para tal”, disse.

O autarca destacou ainda que “o desafio lançado pelos dois ministros para a criação de uma escola e de uma incubadora de empresas traz responsabilidades acrescidas para um desígnio que acreditamos ser fundamental para a valorização e desenvolvimento desta região”.

No decorrer do encontro, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, anunciou que Chaves vai receber, entre os dias 18 e 19 de junho, uma conferência sobre a valorização da água na Europa, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, iniciativa que tem como objetivos trazer especialistas e representantes das principais termas europeias a Portugal e, simultaneamente, dar a conhecer os produtos endógenos dos seis municípios que constituem o Alto Tâmega.

Menu