Armada Francesa impôs-se no Downhill de Boticas

Numa organização conjunta do Clube BTT Boticas e da Câmara Municipal, realizou-se no passado fim-de-semana em Boticas, dias 15 e 16 de maio, a 2ª prova da Taça de Portugal de Downhill presented by Shimano, sob fortes restrições de segurança, devido à pandemia de covid-19, entre as quais e talvez a mais significativa, a ausência de público.

Inscrita no calendário da União Ciclista Internacional (UCI) na categoria C1, a prova contou com a participação de mais de 230 atletas, entre os quais muitos internacionais que disputam o Top-5 do ranking mundial da UCI, com especial destaque para a francesa Myriam Nicole, que lidera o ranking UCI em elites femininas, e o também francês Thibaut Dapréla, número 4 do ranking mundial em elites masculinos.

E foi precisamente a armada francesa quem se impôs na prova de Boticas, com vitórias de Amaury Pierron e Myriam Nicole, ambos da equipa Commençal/Muc Off, que venceram as corridas de elite. A prova masculina de elites foi emocionante, com os três primeiros separados por menos de um segundo. Thibaut Dapréla (Commençal/Muc OFF) foi o mais rápido na qualificação colocando em 2’08”842 a marca de referência a bater na final. Os adversários mais diretos do gaulês não se fizeram rogados ao desafio. Amaury Pierron foi o melhor na final, conseguindo a marca de 2’07”266 e estabelendo um novo recorde da pista botiquense. O espanhol Ángel Suárez (Commençal 21) gastou mais 498 milésimos de segundo. Thibaut Dapréla superou a marca que lhe dera o primeiro lugar na qualificação, mas não conseguiu ir além do terceiro posto final, a 941 milésimos do vencedor. O melhor português foi o campeão nacional Gonçalo Bandeira, sétimo classificado, a 7,536 segundos de Pierron.

A corrida feminina também se falou em francês, mas com menos incerteza quanto à vencedora. Myriam Nicole, vice-campeã mundial e líder do ranking UCI, arrasou a concorrência. Foi a mais rápida na qualificação e na final terminou a descida em 2’21”552, menos 14,502s do que a espanhola Telma Torregrosa (Canyon) e menos 15,783s do que a compatriota Agnes Delest (Scott Maingod), que completaram o pódio. Margarida Bandeira (Casa do Povo de Abrunheira) foi a melhor portuguesa, na quarta posição, a 24,866s da vencedora.

O catalão Pau Menoyo (Commençal 21), com um registo ao nível dos melhores de elite, 2’08”744, venceu entre os juniores. Bernardo Rocha (AEBTT Rio/Mr. Print) ganhou em cadetes. Uma novidade da época de 2021 é a participação de escolas. O melhor juvenil foi Duarte Ribas (Bike House DH Team/Guimarães), enquanto Nui Tai (Wildpack Algarve Racing) impôs-se em infantis.

Nas categorias de veteranos triunfaram o master 30 Rui Cabrita (Wildpack Algarve Racing), o master 40 Miguel Santos (Wildpack Algarve Racing), o master 50 José Salgueiro (MCF/XDream/Município de S. Brás) e o master 60 António Rodrigues (Casa do Povo de Abrunheira). A espanhol Estafania Cabarcos (RocaSport Giant Liv) foi a única master feminina presente em Boticas.

A vitória por equipas foi conquistada pela Commençal/Muc Off, seguida pela Wildpack Algarve Racing e a MCF/Xdream/Município de São Brás.

Menu