Autarcas de Boticas e Vila Pouca de Aguiar reuniram com populações de Veral e Monteiros

Os Presidentes das Câmaras de Boticas e Vila Pouca de Aguiar, Fernando Queiroga e Alberto Machado, respetivamente, reuniram esta quarta-feira, dia 14 de julho, com as populações de Veral (Boticas) e Monteiros (Vila Pouca de Aguiar) para os informar acerca dos últimos desenvolvimentos relativos à proposta apresentada pela Iberdrola, empresa responsável pela construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega (SET), para a reposição da Ponte de Arame, ligação pedonal que une as duas aldeias e que irá ficar submersa com o enchimento da barragem do Alto Tâmega.

Os autarcas transmitiram que a Iberdrola apresentou duas alternativas de ligação entre as duas localidades, no entanto, nenhuma das soluções apresentadas vai de encontro às necessidades das populações afetadas, acrescentando que já comunicaram o seu desagrado junto da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e da Comissão de Acompanhamento Ambiental (CAA) do SET.

Os Municípios pretendem que seja construída uma nova ponte de passagem pedonal entre Veral e Monteiros, sem que a mesma implique a exclusão da travessia pública de veículos sobre o coroamento da barragem, medida prevista no Plano de Ação para Compensação Socioeconómica e Cultural do SET.

No seguimento do encontro, os autarcas foram entrevistados pela SIC, onde expuseram as suas revindicações em prol das comunidades locais.

Menu