Autarquia flaviense disponibiliza apoios financeiros a famílias e empresas afetadas pela COVID-19


O Município de Chaves tem vindo a adotar, ao longo do último mês e meio, um conjunto de medidas excecionais e temporárias contribuindo para a contenção da pandemia de covid-19 na comunidade flaviense, na sequência do decreto governamental do Estado de Emergência iniciado dia 18 de março.

Para o autarca flaviense, Nuno Vaz, “a resposta aos diferentes problemas criados pela Covid-19, é uma obrigação de todos, da comunidade no seu conjunto, com especiais obrigações para o Estado Central, para o setor financeiro, para os grandes grupos económicos, e naturalmente, também, para as autarquias locais, especialmente conhecedoras da específica realidade local, sem escamotear a relevância da solidariedade do sector social e dos cidadãos.”

Nuno Vaz destacou ainda, no momento de apresentação das medidas de apoio à economia local, que era “essencial produzir um conjunto de medidas económicas e financeiras dirigidas apenas às famílias e empresas que tiveram uma perda de rendimentos devido à covid-19”.

A situação difícil das finanças do município de Chaves aconselha a prudência na estruturação e dimensão do pacote de apoios financeiros, no entanto razões de solidariedade e humanismo determinam a adoção de medidas excecionais, de natureza transitória, destinadas a mitigar os efeitos decorrentes da pandemia do Covid-19, nas famílias e empresas com sede no concelho, que viram os respetivos rendimentos habitais reduzidos de forma significativa.

Estas medidas poderão ser objeto de ajustamento ou reforço, em função da evolução da pandemia do COVID-19 e do eventual agravamento dos efeitos decorrentes da mesma para as famílias e empresas.

Menu