Boticas: alunos do Ensino Básico participaram em inquérito sobre parentalidade positiva

Os alunos do 1º, 2º e 3º ciclos de estudo do Agrupamento de Escolas Gomes Monteiro participaram, entre os dias 24 e 28 de maio, no inquérito digital do Projeto Adélia – Apoio à Parentalidade Positiva, iniciativa desenvolvida pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ), em colaboração com o projeto CLDS 4G “Boticas ComVida”, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Boticas, Câmara Municipal e Agrupamento Escolar.

O inquérito, anónimo e de caráter preventivo, teve como finalidade a elaboração de um diagnóstico local, no que se refere à parentalidade respeitadora dos melhores interesses e dos direitos das crianças.

Na fase seguinte do projeto serão inquiridos os meninos entre os 3 e os 6 anos, assim como as famílias com crianças e jovens.

De referir que o Projeto Adélia, de apoio à Parentalidade Positiva e à capacitação parental, constitui-se como uma estratégia preventiva para a promoção e proteção dos direitos da criança e do jovem, baseado no conhecimento da realidade infantojuvenil.

Menu