Boticas: implementação de novos trilhos turísticos

Prosseguem a bom ritmo os trabalhos de criação de duas novas pequenas rotas no Concelho de Boticas, nomeadamente o PR1 – Trilho de Covas do Barroso e o PR2 – Trilho dos Lameiros do Barroso, sendo que a implementação dos percursos está a cargo da empresa Naturthoughts – Turismo de Natureza, Lda.

O Trilho de Covas do Barroso, com 8,9 quilómetros de distância, terá início e fim junto ao Forno do Povo de Covas do Barroso e passará em alguns dos pontos mais emblemáticos da freguesia, como são o caso do Largo do Cruzeiro, da Igreja de Santa Maria e do Observatório do Território GIAHS/SIPAM – Olhar do Guerreiro, em Covas do Barroso, e da Capela de São José, na localidade de Romaínho.

Por sua vez, o Trilho dos Lameiros do Barroso, trajeto com 9,9 quilómetros, tem como ponto de partida e chegada o Largo da Capela, em Vilarinho Seco, uma aldeia tipicamente barrosã onde predominam os espigueiros e as casas de pedra com telhados de colmo, passando ainda pelas localidades de Bostofrio e Agrelos.

A criação dos novos trilhos tem como finalidade promover a visitação do património natural, cultural e paisagístico e, simultaneamente, aumentar a atratividade turística do Concelho de Boticas e da região do Barroso, classificada como Património Agrícola Mundial, pela FAO.

De referir que a execução dos percursos pedestres e de uma via Ferrata decorrem através da empreitada “Centro de Observação da Natureza do Barroso – Fase II – Lote 2 – Percursos Pedestres e Via Ferrata”, incluída no projeto “Centro de Observação da Natureza do Barroso – Fase II”, aprovado no âmbito do aviso NORTE-28-2020-06 – Estratégias de Eficiência Coletiva PROVERE – Projetos Âncora, com um investimento total elegível de 249.537,19€ e uma comparticipação FEDER de 212.106,61€, correspondente a uma taxa de cofinanciamento de 85% do custo total elegível da operação.

Menu