Boticas recebeu workshops sobre Resinagem e Certificação da Gestão Florestal

O Auditório Municipal de Boticas recebeu, no passado dia 12 de dezembro, dois workshops sobre “A Resinagem como Atividade de Valorização dos Recursos Florestais” e “A Certificação da Gestão Florestal e da Cadeia de Responsabilidade”.

O Presidente da Câmara de Boticas e Presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), Fernando Queiroga, abriu a sessão de trabalhos referindo que “este tipo de iniciativas são fundamentais para, por um lado, se impulsionar a exploração, de forma consciente, dos recursos endógenos existentes em toda a região e, por outro lado, se ter a perceção da importância e impacto que a certificação das florestas tem no mercado do setor”.

O autarca referiu ainda que “a Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega está a trabalhar no sentido de ajudar e aconselhar os empresários da região a impulsionarem os seus negócios e a serem mais competitivos”.

O primeiro workshop, orientado por Marco Ribeiro, da empresa GIFF, permitiu aos participantes ficarem a conhecer as principais técnicas de resinagem e as boas práticas no domínio da valorização da resina e do setor florestal. A sessão foi dividida em dois momentos, um teórico e outro prático, com a deslocação dos participantes ao terreno para demonstração de técnicas de resinagem e boas práticas associadas à exploração de resina.

Por sua vez, a sessão de abertura do segundo workshop, que contou com a presença do Secretário-Geral da AMAT, Mário Romeu Mendes, foi dirigido por representantes da FORESTIS, Sonae Arauco, e IKEA Industry, Rosário Alves, Inês Luz e José Afonso, respetivamente, tendo como foco principal a divulgação das principais medidas relativas à certificação da Gestão Florestal Sustentável (GFS) e da Cadeia de Responsabilidade (CdR), evidenciando as vantagens da certificação ambiental e informação sobre os atuais mercados e perspetivas de evolução.

As ações, que decorreram no âmbito do programa de Apoio ao Reforço da Competitividade das PME do Setor Florestal do Alto Tâmega, foram desenvolvidas pela AMAT e pela CIMAT, com o apoio do Município de Boticas.

Menu