Boticas: reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (CMDFCI) esteve reunida no passado dia 9 de junho, no edifício dos Paços do Concelho, para apresentar e aprovar o Plano Municipal de Defesa de Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) de Boticas para o período compreendido entre 2022 e 2031.

O encontro foi presidido pelo Vice-presidente da Câmara Municipal, Guilherme Pires, e contou com a presença de representantes das Forças Armadas, Guarda Nacional Republicana (GNR), Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Bombeiros Voluntários de Boticas (BVB), Conselhos Diretivos de Baldios e Freguesias do Concelho.

Com o atual PMDFCI de segunda geração de Boticas a vigorar até dezembro de 2022 surge a necessidade de elaborar um novo plano, em articulação com a Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e o ICNF e, em simultâneo, com todos os municípios que constituem o Alto Tâmega, uma vez que determinadas intervenções de gestão combustível são de caráter sub-regional.

O PMDFCI de terceira geração, aprovado na reunião, tem um horizonte temporal de 10 anos (2022/2031) e está divido em três partes, nomeadamente no Diagnóstico, Plano de Ação e Plano Operacional Municipal (POM), sendo que o Plano de Ação foi concebido em consonância com várias entidades com responsabilidades na gestão de combustíveis, entre as quais a Redes Energéticas Nacionais (REN), E-Redes e Infraestruturas de Portugal (IP).

O referido plano obteve parecer vinculativo positivo por parte do ICNF e das IP a 6 de abril de 2022 e não obteve quaisquer contributos após o período consulta pública.

De acrescentar que o PMDFCI será submetido à Assembleia Municipal de Boticas para aprovação.

Menu