Câmara de Lamego aprova Contas de Gerência de 2020

O executivo da Câmara Municipal de Lamego aprovou na manhã desta quinta-feira o Relatório e as Contas de Gerência referentes a 2020, um ano marcado pela pandemia, mas no qual esta instituição conseguiu ainda assim apresentar resultados líquidos positivos, pelo segundo ano consecutivo. O Presidente Ângelo Moura também sublinha que, pela primeira vez, o endividamento da autarquia está abaixo do limite máximo legal, resultado de uma redução sustentada nos últimos anos, e que o prazo de pagamento a fornecedores também continua a diminuir. A 31 de dezembro de 2020 era de 44 dias. “Lamego é agora de contas certas. Conseguimos apresentar mais uma vez resultados positivos, invertendo a anterior situação de desequilíbrio, fruto do trabalho desenvolvido e com a compreensão dos lamecenses”, afirma.

Num quadro de grande austeridade, a autarquia de Lamego lançou, durante este período, um conjunto de apoios financeiros muito fortes para mitigar os efeitos negativos da pandemia na atividade económica e nas franjas mais carenciadas da população. Entre outras medidas, o setor da restauração e similares foram isentos do pagamento de taxas de ocupação do espaço público, em particular a instalação de esplanadas. Foi também suspensa a aplicação de taxas e a cobrança de mensalidades aos comerciantes e arrendatários do Mercado Municipal e prorrogado os prazos de licenciamento, multas, execuções fiscais e outros documentos administrativos. Para dinamizar o comércio tradicional também foi lançada a campanha “Eu COMPRO no Comércio Local” com a oferta de mais de 2000 vouchers de consumo.
Em 2020, a concretização de diversas obras públicas municipais deram um contributo muito importante para a manutenção da atividade económica e da empregabilidade no concelho.

Menu