Câmara Municipal implementa “Lamego Ajuda” para apoiar os mais vulneráveis

O Município de Lamego vai implementar um programa especial de auxílio e proteção às pessoas mais vulneráveis do concelho, em particular a população idosa, devido à ameaça à saúde pública associada ao novo coronavírus. Este reforço do apoio psicossocial em cenário de crise também abrange as pessoas em situação de isolamento social e sem retaguarda familiar, nomeadamente com patologias cardiovasculares, diabetes, doenças respiratórias crónicas, hipertensão, oncológicas e outras situações de emergência.

A partir de agora, as equipas municipais do programa “Lamego Ajuda” garantem a entrega ao domicílio de géneros alimentares de primeira necessidade e medicação. A juntar a isto, também passa a ser assegurado apoio psicológico através de atendimento telefónico especializado que orientará os munícipes e fará o despiste das suas principais necessidades. O objetivo primordial é restabelecer o equilíbrio emocional da população, identificar as suas principais necessidades e avançar com a sua resolução o mais breve possível.

Os cidadãos que necessitam destas novas medidas de auxílio devem contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil (tel: 254 095 000/ email: lamego.ajuda@cm-lamego.pt), apresentando para tal os seus dados de identificação. Esta linha de atendimento funcionará, de segunda a domingo, entre as 9h e as 12 horas e entre as 14h e as 16 horas.

O programa “Lamego Ajuda” agora apresentado não substitui o trabalho efetuado por outras equipas multidisciplinares a operar neste território, nem o apoio social concedido regularmente pelas IPSS’s, nomeadamente no âmbito alimentar e outras valências domiciliárias. 

O Presidente da Câmara Municipal, Ângelo Moura, em articulação com a diretora do ACES Douro Sul e o Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, manifestou a disponibilidade para prestar toda a colaboração, nomeadamente no que diz respeito ao apoio residencial a todos os profissionais de saúde.

Menu