Candidato da CDU esteve reunido com Sapadores Florestas em Boticas

Uma delegação da CDU – que incluiu o primeiro candidato da CDU no distrito de Vila Real –José Miguel Fernandes, Ana Sofia Cabeleira, membro do Conselho Nacional do Partido Ecologista – “Os Verdes” e o membro do Comité Central do PCP, Gonçalo Oliveira – reuniu ontem com Sapadores Florestais que desempenham as suas funções no concelho de Boticas.

As equipas de sapadores florestais são um elemento fundamental na gestão e defesa da floresta, tendo um conjunto alargado de tarefas. Para além da manutenção e beneficiação de infraestruturas de defesa da floresta e de apoio à gestão florestal, estes profissionais constituem agentes de proteção civil a quem são atribuídas na primeira intervenção em incêndios florestais e operações de rescaldo. 

Sucede que apesar do papel fundamental que desempenham, estes trabalhadores auferem o Salário Mínimo Nacional, não têm progressão na carreira nem vínculo laboral estável, estando sujeitos a renovações periódicas do contrato de trabalho.

Some-se a este facto, o reduzido apoio público às equipas de sapadores florestais e o seu reduzido número, e fica claro que o Estado não dá resposta às necessidades dos trabalhadores, nem tampouco à gestão florestal que há por fazer.

Tendo o distrito de Vila real uma das maiores áreas florestais do País, as consequências da situação descrita e das políticas desadequadas de apoio à produção florestas e agrícola descrita estão bem à vista: terrenos abandonados, proliferação de incêndios e capacidade produtiva desaproveitada.

É neste contexto que a CDU reafirma a necessidade de desenvolver um modelo de incentivo e apoio à produção agrícola e florestal específico para o distrito de Vila Real, que contemple a diversidades das várias zonas e potencie a produção nacional, tornando estes territórios compensadores, do ponto de vista económico, para quem cá vive.

Numa região em que a agricultura desempenha um papel tão importante, é necessário valorizar a Agricultura Familiar, apoiando os pequenos agricultores que são vítimas dos custos dos fatores de produção e dos baixos preços pagos à produção. É necessário incentivo à produção, garantindo o escoamento dos produtos e criando emprego de qualidade. É necessário defender e devolver os Baldios ao povo. É preciso criar incentivos ao consumo e produção local, desde logo tornando estes produtos disponíveis nas cantinas públicas.

Com a intervenção da CDU já foi possível conquistar inúmeros avanços para este sector. Será com uma CDU mais forte e com muita luta, que se poderá continuar no caminho de dar resposta aos problemas do sector.

Fonte – CDU

Menu