Celebração da Paixão em Vila Real: D. António Augusto Azevedo enviou mensagem de esperança

O Bispo da Diocese de Vila Real enviou uma mensagem de “solidariedade humana e de esperança cristã” a todos os que sofrem por causa da pandemia, que “agravou o peso da cruz de muitos”.

Na homilia da Celebração da Paixão, na Sé de Vila Real, D. António Augusto Azevedo lembrou que “Jesus na Cruz faz-se próximo de cada um, sofre por todos e com todos e a ninguém deixa só”.

“Celebramos este dia de Sexta-feira Santa ainda em plena pandemia que trouxe um rasto de sofrimentos e deixou feridas profundas em muitas pessoas e famílias a e agravou o peso da cruz de muitos”, lembrou.

D. António Augusto Azevedo apelou ao necessário reforço do “cuidado e acompanhamento aos doentes e aos que sofrem e a ajuda aos mais necessitados”.

“Apesar do uso das máscaras, não podemos ignorar ou ocultar os rostos concretos das pessoas do nosso tempo”, advertiu.

A Celebração da Paixão do Senhor decorreu na Sé de Vila Real, num dia em que as comunidades católicas não celebram a Eucaristia, antes adoram a Cruz de Cristo.

Menu