Centenário do Armistício: descerramento de lápide ao Soldado Milhões

O Exército informa que, no dia 11 de novembro, vão decorrer as cerimónias militares comemorativas do Centenário do Armistício e descerramento de lápide ao Soldado Milhões, na campa do Soldado Milhões, no cemitério de Valongo de Milhais e na Vila de Murça, respetivamente.

Aníbal Augusto Milhais, mais conhecido por “Soldado Milhões”, nasceu em Valongo, no concelho de Murça em 09 de julho de 1895. O Soldado Aníbal Milhais, foi incorporado em 13 de maio de 1916 no Regimento de Infantaria Nº 30, sendo transferido a 01 de junho para o Regimento de Infantaria Nº 19, por ordem do Comandante da Sexta Divisão do Exército. Conclui a instrução de recruta a 29 de agosto do mesmo ano. O seu embarque para França, dá-se integrado no 2º Depósito do Corpo Expedicionário Português, a 23 de maio de 1917, tendo chegado a 31 de maio. Fez parte da 2ª Divisão do Corpo Expedicionário Português, ficando colocado no Batalhão de Infantaria Nº 15. Regressou a França a 02 de fevereiro de 1919. Passou às tropas licenciadas em 22 de março a domiciliar-se na freguesia de Valongo, concelho de Murça. Pela coragem demonstrada no campo de batalha, foi condecorado com a mais alta honra nacional: a Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito. A 5 de julho de 1924, o Parlamento alterou o nome da povoação de Valongo, a sua aldeia natal, para Valongo de Milhais, em sua honra. Faleceu a 05 de julho de 1970.

O Armistício de Compiègne, foi um tratado assinado em 11 de novembro de 1918 entre os Aliados e a Alemanha, dentro de um vagão-restaurante, na floresta de Compiègne, em França, com o objetivo de encerrar as hostilidades na frente ocidental da Primeira Guerra Mundial. Os principais signatários foram o Marechal Ferdinand Foch, Comandante-em-Chefe das forças da Tríplice Entente (Reino Unido, França e Império Russo) e Matthias Erzberger, representante alemão.

O dia 11 de novembro de 1918 representa o fim simbólico da Primeira Guerra Mundial. A data do Armistício de Compiègne, assinalando o fim das hostilidades na Frente Ocidental, o qual teve efeito às 11 horas da manhã – a “undécima hora do undécimo dia do undécimo mês”.

Preside ao evento o Comandante do Pessoal, Tenente-General José António da Fonseca e Sousa.

Do programa das cerimónias, destaca-se:

09h30 – Descerramento de Lápide, no cemitério de Valongo de Milhais;

10h00 – Missa, na igreja paroquial de Valongo de Milhais;

11h15 – Homenagem aos combatentes mortos, no jardim municipal, em Murça;

11h45 – Evocação Histórica, no Auditório Municipal de Murça.

Menu