Chaves: vedados acessos fronteiriços e iniciada limpeza de ruas

A Câmara Municipal de Chaves, na sequência das orientações emanadas pelas autoridades competentes e no âmbito do estado de emergência nacional, decidiu reforçar as medidas temporárias e preventivas de forma a reduzir o risco de eventual contágio pelo Covid-19.

Para além das medidas já implementadas, o autarca flaviense, Nuno Vaz, avança com mais um conjunto de ações, com efeitos imediatos, para fazer face à potencial evolução de transmissão do COVID-19.

Na salvaguarda da saúde pública encontram-se a ser vedados os acessos locais fronteiriços, utilizados como passagens pelas populações raianas, com a colocação de elementos em betão, cedidos pelas Infraestruturas de Portugal. Serão abrangidas as localidades de fronteira de Segirei, S. Vicente da Raia, Travancas, Mairos, Lama de Arcos, Vilarelho da Raia e Soutelinho da Raia.

O autarca, na fronteira em Vilarelho da Raia, apresentou ainda outras medidas extraordinárias que integram o Plano de Contingência municipal:

– Cooperação com as Unidades de Saúde, através do apoio infraestrutural para possível instalação de uma tenda de campanha na Unidade Hospitalar de Chaves e junto do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Tâmega e Barroso, a disponibilidade de cedência de veículos e motoristas para deslocações de apoio às populações mais distantes, assim como a cedência de pavilhões e aquisição de equipamentos de proteção individual.

– Higienização e desinfeção de ruas, no perímetro histórico, núcleo habitacional e áreas críticas, em colaboração com os Bombeiros;

– Criação de uma linha de emergência social que pode ser acedida via telefone (276 340 508) ou via email (emergência.social@chaves.pt). Esta linha pretende dar resposta à população mais vulnerável, nomeadamente pessoas idosas e /ou portadores de deficiências que não tenham retaguarda familiar, no sentido de assegurar as condições mínimas de sobrevivência, garantindo, por esta via, a entrega de géneros alimentares e medicamentos ao domicílio, em colaboração com IPSS’s e Juntas de Freguesia do concelho.

– Pagamento imediato de todas as faturas emitidas pelos fornecedores do município, de forma a minimizar os efeitos de recessão económica no concelho.
O Município de Chaves, através dos seus serviços, tem vindo a acompanhar este momento complexo e difícil, em cooperação com as diferentes entidades responsáveis. A evolução da pandemia continuará a ser monitorizada, tomando as medidas que se vierem a mostrar necessárias e aconselhadas pelas Autoridades de Saúde.

Apela-se à população em geral que adote comportamentos responsáveis de acordo com as medidas decretadas pela Direção-Geral da Saúde.

Menu