Comissão Política Nacional do PS aprovou proposta de lista da Federação Distrital de Vila Real

A Comissão Política Nacional do Partido Socialista (PS), liderada por António Costa, aprovou a proposta de lista enviada Federação Distrital de Vila Real. Com esta aprovação, é agora definitiva a lista que será encabeçada por Francisco Rocha e com a qual o PS, nas Eleições Legislativas do próximo dia 30 de janeiro.

Recorde-se que a lista dos 10 nomes apresentados por Vila Real havia sido aprovada em Comissão Política da Federação por uma maioria, dando conclusão a um processo de diálogo com as 14 estruturas concelhias do PS, a Juventude Socialista e a Estrutura Federativa das Mulheres Socialistas. Mais uma vez o PS apresenta-se a estas eleições sereno e unido, orgulhoso do trabalho desenvolvido pelo governo de António Costa nos últimos 6 anos, que permitiu recuperar direitos laborais, sociais, dinamizar a economia e combater a pandemia COVID-19.

O cabeça de lista pelo distrito, Francisco Rocha, enalteceu o espírito de equipa de todos os envolvidos na elaboração da lista, afirmando “tenho que agradecer, mais uma vez, a todos os autarcas, dirigentes e militantes do PS na região, mas também ao Secretário-geral António Costa. Os estatutos do PS dão ao Secretário-geral a faculdade de escolher os cabeças de lista, mas António Costa abraçou a nossa proposta, percebendo que os transmontanos e durienses gostam de votar naqueles que lhes são próximos e filhos da mesma terra. Sinto uma enorme responsabilidade, mas com a ajuda de todos, com o Partido Socialista do distrito de Vila Real unido, chegaremos a bom porto. Acredito que, desta vez, Vila Real dará um contributo importante para a maioria reforçada que o PS merece e precisa para sairmos do momento difícil, em que nos encontramos”.

Para além de Francisco Rocha, a lista é constituída por Fátima Correia Pinto; Agostinho Santa (independente); Susana Barroso; Carlos Martins; Renato Almeida; Ana Daniela Alves; José António Coroado (independente); Alexandra Magalhães (independente) e José Manuel Marques.

Menu