Companhia de Teatro Filandorra participou no protesto nacional pelos trabalhadores da cultura

Ontem, a Companhia de Teatro Filandorra participou na Manifestação Nacional dos trabalhadores da cultura, espectáculos e audiovisual promovida pelo CENA – Sindicato dos Trabalhadores de Espectáculos, do Audiovisual e dos Músicos. Um gesto que visou chamar a atenção sobre estado calamitoso em que se encontra neste momento a cultura.

Na manifestação, o elenco esteve todo presente, representando as personagens do Frei Luís de Sousa do espetáculo que estava em digressão e que foi interrompido. Todas as personagens estavam atadas enquanto eram ceifadas pela sinistra figura da morte do MC. No centro, esteve a mais jovem atriz do teatro a representar o futuro, lançando flores sobre as personagens de Frei Luis de Sousa, enquanto foram lidos poemas, um de Sofia de Melo Breyner “Pranto deste dia” e outro de Miguel Torga “Sisifo”.

David Carvalho, o responsável, após a companhia de teatro ter reunido com a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, no Palácio da Ajuda, a 15 de janeiro, para expôr a situação difícil da Filandorra, semelhante a outras companhias, até hoje não foi  resolvido o financiamento a que a companhia  considera  merecedora.

Menu