Conselhos Presbiteral e Pastoral: Diocese de Vila Real recomeça com confiança

Na passada semana, nos dias 6 e 9 de outubro, respectivamente, reuniu o Conselho Presbiteral e o conselho Pastoral da Diocese de Vila Real, sendo estas as primeiras sessões presenciais, algo que já não acontecia desde março de 2019. Tiveram três pontos da Agenda para a reflexão: primeiro, o tempo pós-pandemia: “recomeçar e reconstruir”; segundo, o ano Jubilar da Diocese; terceiro, o tema da Sinodalidade.

A reflexão centrou-se nos desafios lançados à pastoral neste período de abrandamento da pandemia e de progressivo retomar das actividades, quer paroquiais e diocesanas, quer dos movimentos e obras do apostolado. Na introdução aos trabalhos, o Senhor Bispo, D. António Augusto Azevedo, destacou que o recomeçar deve ser progressivo, responsável e seguro, mas sem medos e com esperança de poder reconstruir uma Igreja que deve integrar muitos dos processos que o tempo da pandemia trouxe. Este posicionamento foi secundado e reafirmado pelos conselheiros numa expectativa de confiança.

A partir do documento “Recomeçar e Reconstruir”, da Conferência Episcopal, os vários conselheiros partilharam as suas preocupações, os desafios que o tempo pandémico nos deixou, bem como as mais-valias que ele trouxe e as oportunidades que podem ser aproveitadas para a vida eclesial.

A maior inquietação neste momento que implica todos, clero e leigos, famílias, jovens e adultos, é o acompanhamento às pessoas de situação de maior fragilidade, concretamente os idosos, os jovens, as famílias e os migrantes. A generalidade dos conselheiros manifestou esta preocupação que há-de envolver todos.

As atividades pastorais na generalidade vão sendo retomadas aos poucos de modo presencial, embora se reconheça que ainda não pode ser generalizada e plena a participação e abandonar a presença nas redes on-line. Para se concretizarem estes dinamismos será importante cuidar das redes humanas, até porque muitas pessoas, durante o tempo de pandemia, não chegaram à “rede”.

Também nestas sessões foi apresentado o programa já delineado para o Centenário da Diocese neste ano jubilar, que está marcado entre 8 de dezembro de 2021 e 8 de dezembro de 2022. Alguns eventos serão celebrados na Sé e outros decorrerão um pouco por toda a diocese. O Conselho Pastoral reclamou uma boa divulgação junto de todas as pessoas e desejou uma boa participação nas celebrações e peregrinações, para que possa ser bem aproveitado este Ano Santo que a Santa Sé concedeu à diocese.

Por último, trocaram-se informações e definiram-se alguns pormenores sobre a etapa diocesana de preparação do próximo Sínodo dos Bispos sobre a Sinodalidade, que terá a sua abertura dia 17 de outubro na Sé e o seu encerramento a 19 de março. Foi nomeado Coordenador diocesano para os trabalhos para o Sínodo dos Bispos, o padre Márcio Martins.

Secretariado Permanente

Menu