Covid-19: aumento de casos na região preocupa ARS Norte

O Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, em representação da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), participou na manhã desta quinta-feira, dia 29 de outubro, em mais uma reunião, por videoconferência, com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte), a fim de fazer o acompanhamento da evolução da pandemia de Covid-19 no país e em particular na região norte.

A ARS Norte voltou a manifestar a sua preocupação acerca do aumento exponencial de casos de Covid-19 no norte, concentrando mais do dobro de novas infeções comparativamente ao resto do país.

A faixa etária entre os 20 e 29 anos continua a ser a que tem maior incidência de novas infeções, com grande parte dos focos de contágio a ocorrem em ambiente escolar.

Tendo em consideração esta situação, a ARS Norte referiu a necessidade de se intensificarem as ações de sensibilização junto dos alunos para que cumpram as orientações recomendadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e pelos estabelecimentos de ensino.

A par destas preocupações, a ARS destacou a sobrecarga do Sistema Nacional de Saúde, sendo que há cada vez mais pessoas infetadas a necessitarem de tratamento hospitalar, situação que pode colocar em causa a capacidade de resposta dos Hospitais e Centros de Saúde e, consequentemente, a falta de cuidados médicos.

Para agravar esta situação, associa-se também a falta de recursos humanos, bem como o cansaço sentido pelos profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à Covid-19.

A ARS Norte referiu ainda a necessidade de as medidas a adotar pelas Autoridades de Saúde serem idênticas em todos os municípios da região norte, não descurando o acompanhamento constante das pessoas que estiveram em contacto com casos confirmados da doença.

Por sua vez, Fernando Queiroga fez um ponto da situação acerca da campanha de vacinação contra a gripe a decorrer no Alto Tâmega, havendo concelhos, como é o caso de Boticas, a aguardar a disponibilização de mais doses da vacina, para que a mesma seja administrada aqueles que fazem parte dos grupos considerados de maior risco.

O autarca falou também das regras e limitações impostas pelos municípios do Alto Tâmega, no que concerne ao acesso aos cemitérios nos dias de Todos os Santos e de Fiéis Defuntos, e que vão ao encontro da necessidade de se evitar ao máximo a propagação do vírus na região.

Segundo Fernando Queiroga, “nesta fase da pandemia, em que o número de infeções tem aumentado de forma acentuada no país e, sobretudo, na região norte, apela-se ao bom senso e sentido de responsabilidade de todos. Temos de continuar a seguir as recomendações da Direção-Geral da Saúde e evitar ao máximo deslocações desnecessárias, aglomerados de pessoas e qualquer tipo de comportamento que coloque em causa a saúde das populações”.

“Os municípios do Alto Tâmega e em particular o Município de Boticas, estão constantemente a acompanhar a evolução da pandemia, tomando as medidas que se revelem mais adequadas em cada momento e tendo sempre em linha de conta a proteção e salvaguarda das populações e da saúde pública”, acrescentou o autarca.

Menu