Covid-19: distrito de Vila Real só tem dois concelhos com risco elevado de contágio

Segundo o relatório de situação da Covid-19, publicado diariamente pela Direção Geral da Saúde (DGS), entre 9 e 23 fevereiro, o número de novos casos de Covid-19 no distrito de Vila Real continua a baixar, estando apenas Boticas e Vila Pouca de Aguiar no patamar de “elevado risco de contágio”. No relatório publicado esta segunda-feira, Chaves é concelho que apresenta o maior número de novos casos de infeção, com 62 contágios registados.

Neste mesmo período de tempo, Vila Real registou 60 novos casos; Vila Pouca de Aguiar e Alijó, 33; Boticas, 20; Montalegre, 17; Peso da Régua e Valpaços, 14; Santa Marta de Penaguião, 13; Mondim de Basto, 9; Sabrosa, 7; Ribeira de Pena, 6; Murça, 5 e Mesão Frio, 1.

Recorde-se que, segundo este documento, Boticas e Vila Pouca de Aguiar têm uma incidência cumulativa a 14 dias acima de 240, estando no patamar de “risco elevado de contágio”, o mais terceiro mais grave da tabela apresentada no relatório.

Por sua vez, com valores abaixo dos 239, estão Alijó, Chaves, Montalegre, Mondim de Basto, Mesão Frio, Murça, Peso da Régua, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Valpaços e Vila Real, no nível “moderado”.

Refira-se que a Incidência Cumulativa a 14 dias de infeção por Covid-19 corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada, por concelho, a 31 de dezembro de 2019, pelo Instituto Nacional de Estatística, IP. Habitualmente é expressa em número de casos por 100 000 habitantes.

Menu