Cultura de Cabo Verde em debate na UTAD

No âmbito do Ciclo de Conferências em Ciências da Cultura, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) vai realizar no dia 22 de Setembro, na Aula Magna, pelas 15h30, uma conferência-debate sobre Sociocultura de Cabo Verde, com a presença do antropólogo e historiador cabo-verdiano João Lopes Filho. A organização pertence ao Grupo Ciências da Cultura do Departamento de Letras, Artes e Comunicação e à Pró-reitoria para a Cultura, Comunicação e Imagem.

O conferencista é doutorado em Antropologia, com especialização em Etnologia, com agregação em Antropologia na especialidade de Estudos Africanos. Foi professor no Departamento de Antropologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e, atualmente, leciona na Universidade de Cabo Verde. Das várias dezenas de obras publicadas, no âmbito de ensaio, crónica e ficção, a grande maioria debruça-se sobre a temática cabo-verdiana.

Numa altura em que a UTAD reforça a importância dos estudos africanos na contemporaneidade, esta iniciativa procura destacar a formação da sociedade e da cultura de Cabo Verde sobre diversos paradigmas do arquipélago, contando com a participação não só do referido conferencista, mas também, como moderador, do sociólogo José Carlos Venâncio, professor catedrático da Universidade da Beira Interior, especialista em Estudos Africanos, sobre os quais possui vasta obra publicada. Por sua vez, a apresentação cabe à Professora Orquídea Ribeiro, docente e investigadora na área das culturas africanas na UTAD.

De referir que o Ciclo de Conferências em Ciências da Cultura prosseguirá no dia 20 de outubro 2021, com uma conferência intitulada “Teorias da cultura: dos primórdios da Sociologia às Ciências da Cultura”, pelo investigador do Centro de Estudos em Comunicação e Sociedade, Doutor Pedro Rodrigues Costa.

Menu