Dia Mundial da Árvore e do Dia Mundial da Água assinalados em Ribeira de Pena

O Município de Ribeira de Pena comemorou, no dia 22 de março, o Dia Mundial da Árvore e do Dia Mundial da Água.

Uma floresta com futuro exige planeamento, gestão e um trabalho contínuo e sustentado, ao longo de todo o ano. Neste sentido, esta ação teve como objetivo dar a conhecer alguns dos projetos que têm sido efetuados pelo Município em colaboração com outras entidades, em diferentes áreas florestais do concelho.

O programa começou com a visita-guiada à estufa do Parque Ambiental de Ribeira de Pena que fornece os vários espaços ajardinados do concelho e foi realçado o potencial desta estrutura. 

De seguida, foram visitadas algumas áreas intervencionadas no âmbito da melhoria do valor ambiental das florestas – medidas compensatórias do Sistema Eletroprodutor do Tâmega. Os trabalhos incidiram sobre a gestão, recuperação e conservação de povoamentos florestais de espécies autóctones, a plantação de espécies autóctones, nomeadamente sobreiros, e a melhoria da biodiversidade em massas florestais de pinheiro. 

Foram também efetuados trabalhos de desbaste em zonas de pinheiro bravo. Além disso, com objetivo de potenciar os recursos cinegéticos, realizaram-se intervenções de melhoria da capacidade para acolher a fauna e de melhoria da disponibilidade trófica em zona de matagal e zonas florestais.

O vice-presidente da Câmara Municipal, Luís Ferreira, destacou o esforço colaborativo que está a ser efetuado com as várias entidades no território, no sentido de potenciar uma floresta mais sustentável, considerando a biodiversidade, os recursos cinegéticos e a resiliência aos incêndios.

Por seu lado, a Iberdrola salientou o trabalho desenvolvido no território dos municípios abrangidos pelas barragens. “A Iberdrola tem trabalhado afincadamente, em colaboração com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e com as câmaras municipais envolventes, na conceção e execução de medidas que fomentem o ecossistema natural dos municípios, regenerem as áreas deterioradas ou queimadas e/ou sirvam para prevenir a propagação de incêndios, sempre auscultando as entidades locais envolvidas, que são as maiores conhecedoras do território e, acima de tudo, se encarregarão de o manter no futuro”, disse.

Nesta ação estiveram representados o ICNF, os Bombeiros Voluntários de Ribeira de Pena, os Bombeiros Voluntários de Cerva, a Associação Florestal de Ribeira de Pena, a Guarda Nacional Republicana, a Junta de Freguesia de Alvadia, a Junta de Freguesia de Salvador e Santo Aleixo de Além Tâmega e a Iberdrola. 

A comemoração terminou com uma plantação de várias espécies de carvalho autóctone, faias e sobreiros.

Menu