Diocese de Vila Real: nomeação de novo Bispo ameaça revolta

A escolha do próximo Bispo de Vila Real deverá recair sobre alguém de fora da diocese. Isto é o que circula entre o clero diocesano, que verá com bons olhos a nomeação de um sacerdote ou um Bispo já consagrado, eventualmente à frente de outra diocese, mas que não está na disposição de aceitar à boa mente qualquer nome que lhe venha a ser imposto.

Tendo atingido, há cerca de um ano, o limite de idade canónica do actual Bispo, D. Amândio Tomás, embora tenha continuado à frente da diocese, desde há alguns meses a esta parte, tem estado a decorrer o período de consultas sobre os possíveis candidatos a dirigir os destinos da diocese nos próximos anos.

Essas consultas já terão terminado. E, na diocese, os olhos do clero foram-se virando para alguns nomes que foram sendo referidos no meio eclesiástico, como sendo os possíveis candidatos à nomeação. Alguns nomes foram falados, quer de Vila Real, quer de outras dioceses.

Agora, contrariamente ao que seria de esperar, e que se foi inculcando na mente do clero, surgiu a informação de que a escolha estaria a tender para uma personalidade de entidade extra diocesana, com identidade conservadora, escolha essa que nunca esteve na mente do clero da diocese, mesmo ao mais alto nível.

(…)

Notícias completa na edição nº 651, já nas bancas.

Menu