DLAC saiu do campus universitário e levou Teolinda Gersão aos mais novos

Esta manhã, o Departamento de Letras, Artes e Comunicação (DLAC) da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), no âmbito de um ciclo de homenagem à autora Teolinda Gersão, que celebra 40 anos de escrita literária, levou o conto “A Velha” a uma turma do 4º ano da Escola Vila Real nº 2, no Bairro S. Vicente de Paula.

“Teolinda Gersão é um dos grandes nomes da literatura contemporânea e é desde criança que começamos a gostar da grande literatura. É, portanto, necessário principiar logo com os mais novos, introduzir-lhes este bichinho, este gosto pela literatura. Como consideramos que ela é uma de literatura canónica, para adultos, fizemos uma adaptação do conto “A Velha, porque tudo é possível de ser dado às crianças. As grandes literaturas podem ser levadas a todas as faixas etárias e é isso que estamos a tentar fazer”, salientou Maria Luísa de Castro, docente da UTAD e membro da comissão organizadora.

Esta iniciativa começou com a apresentação da autora, por Maria Luísa de Castro Soares. Momento após o qual decorreu a leitura dramatizada do conto, com Luís Oliveira e Natália Amarante, numa experiência “deliciosa” marcada por gargalhadas, exclamações e aplausos do público mais jovem que ficou encantado e inspirado pela performance.

Seguidamente, os alunos foram desafiados por Susana Fontes e Sónia Coelho a participar num jogo interpretativo da obra, no qual se envolveram com uma dedicação e uma assertividade que demonstraram o seu gosto pela obra.

Por fim, os jovens escritores foram convidados a participar num concurso de escrita criativa, cujo resultado será divulgado no dia 9 de junho, no Teatro de Vila Real, data em que será feita a adaptação do texto “Os Anjos” da autora homenageada.

“O nosso objetivo é, por um lado, sair das portas da universidade e trazer o Departamento de Letras, Artes e Comunicação, que se juntou a esta iniciativa, e a autora Teolinda Gersão à escola. Por outro, quisemos fazer com que as crianças ficassem mais motivadas para o domínio da escrita”, referiu Susana Fontes, Diretora do DLAC.

De salientar que Teolinda Gersão celebrou, em 2020, o seu 80º aniversário e, em 2021, celebra 40 anos de escrita literária, datas assinaladas graças a um ciclo de homenagem sob a coordenação geral de Anabela Rita e de Miguel Real, expresso numa série de iniciativas em rede que abarcam diversas universidades europeias e lusófonas.

CR

Menu