Documentário “1965 Panreal um edifício de Nadir Afonso” vence em festival de cinema de Braga

José Paulo Santos venceu, no domingo, o Prémio Augusta de Melhor Documentário do Festival na 19º edição do Festival Internacional de Cinema Independente de Braga (BragaCine) com o documentário “1965 Panreal um edifício de Nadir Afonso”.

Numa publicação nas redes sociais, o cineasta dedicou esta vitória aos familiares: “dedico aos meus pais que me ensinaram o significado da palavra liberdade e aprimoraram a minha sensibilidade… Às minhas filhas e à minha mulher que ficam ‘sem mim’ cada vez que embarco numa história…. Na história do Nadir Afonso, na história da Panreal, na história do património modernista e na memória oral de quem sentiu o edifício como ninguém… Obrigado ao Festival Internacional de Cinema Independente de Braga. Realizo de coração aberto e entrego a minha alma ao meu vosso cinema”.

Recorde-se que esta foi a primeira vez em que o mais antigo festival de cinema independente em Portugal aconteceu no Altice Forum Braga, com a apresentação de filmes, desde antestreias nacionais a curtas e longas metragens de jovens talentos da Universidade do Minho, ESAP, Soares dos Reis e Universidade Lusófona e homenagens a personalidades da 7ª arte.

O festival realizou-se em Braga, nos dias 27 e 28 de novembro.

Menu