Edifício de Nadir Afonso em risco de ser demolido

Na passada sexta-feira, após a Direção Regional de Cultura do Norte ter dado um parecer favorável à demolição da antiga panificadora “Panreal” para a ampliação de uma superfície comercial, o movimento cívico “Pró Nadir” alertou para o facto de este edifício poder estar em perigo de demolição.
A notícia chegou através de carta enviada pela Secretária de Estado da Cultura para um dos membros do movimento, na qual era demonstrado que “existe um pedido e autorização para demolir o edifício”. Decisão que, segundo o “Pró Nadir”, é “tolerada pela Câmara Municipal e aceite pela Direção Regional de Cultura do Norte”.
Como alternativa à preservação da obra de Nadir Afonso, a Direção Regional de Cultura do Norte propõe, segundo o movimento, a construção de monumento na rotunda em frente à antiga “Panreal” e a inclusão “no interior do supermercado, nas áreas comuns, réplicas da obra artística do autor”. Uma proposta que o Pró Nadir considera “indigna sequer de análise ou resposta”.
Apesar do risco de demolição, para o “Pró Nadir”, esta decisão ainda não pode ter efeito pois fez um pedido de classificação da Panificadora como edifício de interesse municipal junto da Câmara de Vila Real. “O pedido foi feito em dezembro, mas a Câmara ainda não o analisou nem iniciou o processo de classificação, o que censuramos, apelando a que este seja aberto quanto antes”, declaram em comunicado.

Menu