EIP dos bombeiros de Mesão Frio apresentou-se na Câmara Municipal

A Equipa de Intervenção Permanente (EIP), da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Mesão Frio (AHBVMF), que iniciou atividade ao serviço da população do concelho na passada sexta-feira, dia 1 de fevereiro, apresentou-se, no mesmo dia, nas instalações da Câmara Municipal de Mesão Frio. Os cinco elementos da EIP, acompanhados pelo Comandante da AHBVMF, Paulo Silva e pelo Adjunto de Comando, Marco Ferro, reuniram com o presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, Alberto Pereira, num encontro que assinalou, simbolicamente, o início deste novo desafio e em que foram discutidos pormenores operacionais da equipa.

O chefe da EIP, Fernando Pinto, em nome dos restantes bombeiros que constituem a mesma: – André Pinheiro, Carlos Miranda, José Pinto e Ricardo Teixeira -, agradeceu à Câmara Municipal, na pessoa do seu presidente e à AHBVMF, na pessoa do seu Comandante, pela aposta e pelo investimento realizados nestes profissionais que estão a assegurar, a tempo inteiro, o serviço de socorro à população.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, felicitou, uma vez mais, a EIP e expressou votos para que esta equipa, a exemplo da restante Corporação de bombeiros, “continue no rumo de honra, com o máximo de honestidade e de responsabilidade no serviço que presta.” Alberto Pereira aludiu ainda para a importância do momento em que foram assinados os contratos deste bombeiros que constituem a EIP, referindo-se ao mesmo, como “um dias mais marcantes dos últimos 20 anos desta Corporação, não só pelo facto de Mesão Frio passar a estar mais bem servido, mas também, por estarem assegurados mais cinco postos de trabalho no concelho.”

A EIP da AHBVMF vai agora reunir com todos os presidentes das Juntas de freguesia do concelho, no sentido de se apresentar para, conjuntamente, reunirem esforços e determinarem estratégias que possam dar respostas mais eficazes às demais necessidades destes aglomerados populacionais do município.

Recorde-se que a EIP resulta de um protocolo entre a Câmara Municipal, a Autoridade Nacional de Proteção Civil e a AHBVMF, com a premissa de prestar um serviço de socorro permanente, no âmbito da proteção civil, garantindo prontidão na defesa da população e dos seus bens.

Menu