Escola Primária de Presandães cedida à APPACDM para criar nova resposta social

O Município de Alijó celebrou, a 21 de janeiro, um contrato de comodato com a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Vila Real – Sabrosa, que prevê a instalação de um Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) na antiga Escola Primária de Presandães.

O Presidente da Câmara Municipal de Alijó, José Rodrigues Paredes, acredita que este contrato vai permitir “dar uma nova vida a um edifício público que não tem uso há vários anos, através da colaboração com a APPACDM que pretende ali criar uma nova resposta social para a comunidade”. A assinatura do contrato decorreu nos Paços do Município e contou com a presença da Presidente da Direção da APPACDM de Vila Real – Sabrosa, Helena Lapa.

O Município de Alijó, proprietário da Escola Primária, cedeu o imóvel de forma gratuita à APPACDM durante um prazo de 30 anos. O contrato de comodato prevê que o edifício seja aproveitado pela instituição para o desenvolvimento e implementação de um projeto de instalação de um CAO, que era uma lacuna no concelho.

A APPACDM já possui um lar residencial a funcionar em Alijó, mas durante o dia os utentes têm de ser deslocados para o CAO que funciona em Sabrosa. Em breve, estes utentes poderão passar a usufruir desta resposta social que ainda não existe no concelho e que irá beneficiar inúmeros utentes.

Menu