Ex-padre detido em Murça por suspeita de violação

Foi ontem detido, em Murça, um antigo padre de 82 anos por suspeita de violação de mulher de 47 anos, informou fonte da Polícia Judiciária à Lusa. Após ter sido presente ao juiz, no Tribunal de Vila Real, o indivíduo ficou em prisão preventiva.

A violação terá acontecido a 21 de dezembro em Murça durante a realização de uma sessão de exorcismo.

“Aproveitou-se da fragilidade e vulnerabilidade da vítima de 47 anos”, considerou a PJ de Vila Real.

Depois de ter sido detido, na manhã de sábado, o antigo padre foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal, ficando a aguardar julgamento em prisão preventiva, medida de coação mais gravosa.

Conhecido como “padre Gama”, foi excomungado pela Igreja nos anos 70 e já havia sido detido, noutras ocasiões, nomeadamente em Fátima, por factos semelhantes, avançou a PJ.

Em 2018, foi acusado pelo Ministério Público de Tomar por suspeitas de ter violado uma mulher de 61 anos, residente em Montemor-o-Velho, que havia recorrido aos seus serviços em Fátima.

Humberto Gama abriu instrução e o caso não chegou a julgamento.

Menu