Exercício testou capacidade de salvamento marítimo e combate à poluição fluvial no Pinhão

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) promoveu ontem, dia 28 de junho, no rio Douro, junto ao Cais do Pinhão, um exercício de salvamento marítimo e de combate à poluição fluvial, decorrente do sinistro de uma embarcação com derrame de hidrocarbonetos.

O Município agradece o contributo de todas as entidades envolvidas, nomeadamente a Proteção Civil Municipal, APDL, Centro Distrital de Operações de Socorro de Vila Real, Polícia Marítima, Guarda Nacional Republicana, corporações de Bombeiros Voluntários, Instituto Nacional de Emergência Médica, Clube Pinhoense, operador turístico envolvido, entre outras entidades e agentes da Proteção Civil.

O cenário proposto consistiu numa colisão de uma embarcação marítimo-turística num dos pilares da ponte rodoviária do Pinhão, provocando um rombo na embarcação, com necessidade de evacuação dos passageiros a bordo e derrame de hidrocarbonetos para o meio fluvial.

O exercício “Rabelo 2022” visou garantir uma adequada, expedita e eficaz mobilização dos meios disponíveis, locais e regionais, em colaboração com diversas entidades, a fim de responder a um pedido de salvamento marítimo, decorrente do sinistro de uma embarcação. No âmbito do cenário do exercício, também se pretendeu simular um pequeno derrame de hidrocarbonetos, de modo a cumprir com o estabelecido no Plano Mar Limpo. O exercício decorreu na Via Navegável do Douro (quilómetro 124), na área de jurisdição da APDL e da Capitania do Porto do Douro.

GC CM de Alijó

Menu