Exposição de Sobral Centeno abre ciclo de exposições e debates sobre o Douro

Quinta de Ventozelo renova a associação Amigos de Ventozelo para promover, entre outros,  as artes e o debate de ideias. 

Chama-se “Amigos de Ventozelo” e tem como principal objetivo a promoção, divulgação e defesa da Quinta de Ventozelo e da Região do Douro, das suas belezas naturais, produtos e recursos. Fundada pela Quinta de Ventozelo com as várias empresas do grupo Gran Cruz – onde a par da produção vinícola ativa existe também o projeto enoturístico Ventozelo Hotel & Quinta – a associação Amigos de Ventozelo almeja desta forma dar um contributo para a definição de uma estratégia de desenvolvimento do Douro, económica, social e ambientalmente sustentável.

Para os próximos dois anos, a Associação Amigos de Ventozelo desenhou um programa ambicioso “Artes & Ideias em Ventozelo” focado em dois grandes eixos: a arte e o debate de ideias. 

A primeira iniciativa já pode ser visitada [até 9 de setembro] na Quinta de Ventozelo – uma  das maiores e mais antigas Quintas do Douro – é uma exposição de Sobral Centeno, pintor natural de São João da Pesqueira, local onde fica situada a quinta. 

Esta é a primeira de seis exposições com curadoria de  Manuel Novaes Cabral [que assume também a presidência da Direção dos Amigos de Ventozelo] e de Nuno Faria.  “Sobral Centeno é um homem do Douro. Fez a sua formação e vida profissional fora do Douro. No entanto, o Douro nunca saiu dele. Poderíamos dizer o que Agustina disse do Porto: o Douro não é um lugar, é um sentimento. Sobral Centeno volta ao Douro sempre que pode e guarda-o na sua alma, transportando em si traços nostálgicos das suas memórias mais recuadas. Pinta-o de cor, interpretando a sua realidade filtrada pela sua vivência cosmopolita”, refere Manuel Novaes Cabral. 

As exposições deverão intercalar um artista plástico consagrado, que apadrinhará de seguida o convite a um artista mais jovem. As exposições estarão patentes durante cerca de dois meses na Quinta de Ventozelo, sendo depois transferidas pelo mesmo período de tempo para o Espaço Porto Cruz, em Gaia. Para todas as exposições serão editados catálogos individuais, que posteriormente serão reunidos numa coleção conjunta final. 

A par das “Artes”, as “Ideias”, que se materializam na realização de sete debates “Conversas em Ventozelo”, relacionados com o Douro e o seu futuro. Para cada tema é convidada uma personalidade académica para relatar o “estado da arte”, abrindo-se depois o debate aos participantes convidados destas conversas, que se realizarão em Ventozelo. A síntese dos debates é da responsabilidade do Professor Luís Valente de Oliveira, que além do papel de coordenador e relator das Ideias, desempenha também as funções de Presidente da Assembleia geral da associação Amigos de Ventozelo. O resumo da discussão de cada tema levado a debate será depois publicado um caderno temático a ser distribuído pelo Jornal Público, sendo no final também produzida uma caixa que permitirá agrupar a coleção dos sete cadernos de “Ideias”. Os temas dos debates serão os seguintes: “Conversas em Ventozelo”: Porto e Douro – coexistência e governação das duas denominações de origem Demografia e Desenvolvimento Regional – política de emigração para o Douro Património Mundial 20 anos depois: História, Cultura e Património do Douro Ambiente e sustentabilidade do Douro Vinhos, turismo e gastronomia – o triângulo virtuoso do enoturismo no Douro Promoção e Internacionalização das marcas e do território do Douro Os desafios da nova economia para o Douro.

Menu