Exposição: “Rui Pires Cabral – um tradutor que esconde um poeta”

O Grémio Literário Vila-realense por ocasião do seu 14º aniversário, celebrado no passado dia 11, inaugurou uma exposição bibliográfica  ‘Rui Pires Cabral – Um tradutor que esconde um poeta’. Desta mostra constam, visitável nas instalações da Biblioteca Municipal,  “Longe da Aldeia”, “Capitais da Solidão”,“A Super-Realidade” “Geografia das Estações” “Pensão Belinzona & Outros Poemas”, “Biblioteca dos Rapazes”, “Morada”, “Qualquer Coisa Estranha”, “Oráculos de Cabeceira”, “Espinho nos Olhos”, etc.

Rui Pires Cabral nasceu a 1 de outubro de 1967, em Chacim, uma pequena aldeia do concelho transmontano de Macedo de Cavaleiros e é filho de  A.M.Pires Cabral,poeta, romancista, dramaturgo, entre outras «virtudes» literárias,  e Alda  da Conceição Oliveira Cabral. Concluídos os seus estudos académicos, em Coimbra,  dedicou-se à tradução literária e à poesia.

RA

Menu