Antiga fábrica de Cal da Campeã transformada em parque temático

A antiga fábrica de Cal, em Aveção do Cabo, na freguesia da Campeã, vai ser transformado num parque que cruza a cultura e a natureza, com várias esculturas de artistas nacionais e poemas. 

Desativada há 60 anos, a Empresa da Cal transformava o calcário proveniente de uma pedreira localizada na freguesia de Campanhó, em Mondim de Basto. A pedra era cozida, moída e transformada em cal que era vendida para a região.

A antiga fábrica, localizada junto à Estrada Nacional 304, pertenceu ao avô do atual empreendedor, Fernando Pereira, que contou à Lusa que o novo parque, que se estende por dois hectares, assenta em quatro pilares: amor, poesia, arte e natureza. 

“Estou a transformar este espaço na relação entre o amor, a poesia, a arte e a natureza, onde serão retratados vários jardins alusivos às minhas histórias de amor, pelo meu pai, pela minha mãe, minha filha, meu avô, a Campeã e histórias de amor pessoais”, contou Fernando Pereira à agência Lusa.

O investimento da empresa de engenharia natural “Viver – Jardins Urbanos”, com 40 funcionários, ronda o meio milhão de euros na Campeã, entre o parque, nas obras de obra, nas plantas e áreas florestais adquiridas.

Nesta primeira fase, o parque cria quatro postos de trabalho e abre com várias obras de arte de diferentes artistas portugueses, poesia gravada em lousas, com dois bares, dois lagos e uma piscina biológica, um anfiteatro feito com troncos de eucalipto e será possível fazer piqueniques pela floresta. 

Há também um baloiço e, para agosto, está a ser preparada uma exposição do pintor Nuno Castelo, que será instalada na parede das ruínas da fábrica. Numa terceira fase, pretende instalar bungalows alusivo ao tema do forno da cal, enterrados na terra ou escondidos na natureza de forma a estarem integrados na paisagem.

A inauguração está prevista para dia 18 de junho, sendo que a abertura aos visitantes acontece no dia 11. A inauguração conta com a presença do Presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, e da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira. Este Domingo serão inauguradas três obras de arte.

Menu