Faleceu D. Fernando de Albuquerque, Conde de Vila Real e Diretor-Delegado da Casa de Mateus

A Fundação da Casa de Mateus comunicou a morte do seu Diretor-Delegado, D. Fernando de Sousa Botelho de Albuquerque, na madrugada deste dia 14 de Janeiro de 2022. Conde de Mangualde, Vila Real e Melo, fora agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante por Sua Excelência o Senhor Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, no passado dia 4 de dezembro de 2021, data em que comemorou os seus 80 anos.

Nascido em Lisboa, no dia 4 de dezembro de 1941, dedicou grande parte da sua vida ao desenvolvimento do legado de seu pai, D. Francisco de Sousa Botelho de Albuquerque, instituidor da Fundação da Casa de Mateus em 3 de dezembro de 1970.

Homem do seu tempo, D. Fernando de Sousa Botelho de Albuquerque, assumiu as funções de Diretor-Delegado da Fundação em 1973, acompanhando sempre de perto a reconstrução do Portugal democrático com uma programação, iniciada em 1977, vibrante no seu alcance cultural, artístico e político. Os seminários Repensar Portugal, iniciados em 1978, a transformação do panorama da música antiga em Portugal com a criação dos Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus, a instituição do Prémio D. Diniz, em 1980, a criação do Instituto Internacional Casa de Mateus, em conjunto com todas as Universidades e Academias Científicas portuguesas, em 1986, ou ainda a inauguração da Residência de Artistas, em 1998, são alguns dos marcos maiores de uma ação constante sempre orientada pelo cumprimento das missões estatutárias da Fundação e com a capacidade de lhes conferir uma visão singular. 

Na esteira de uma tradição multi-secular, sempre preservada pela família, prestou uma particular atenção à preservação e divulgação do importante acervo documental histórico à guarda da Fundação. Em reconhecimento de toda a atividade desenvolvida, a Fundação foi agraciada em 2011 com o grau de membro honorário da Ordem do Infante D. Henrique por Sua Excelência o Senhor Presidente Aníbal Cavaco Silva.

Para além do seu trabalho enquanto Diretor-Delegado da Fundação, D. Fernando era graduado em Engenharia Química pelo Instituto Superior Técnico, diplomado em Indústria Alimentar pela Universidade de Louvain (Bélgica) e foi Professor Assistente da Universidade de Luanda entre 1967 e 1970. Foi membro do Conselho Português da Fundação Europeia da Cultura entre 1983 e 1995, membro do Conselho Nacional da UNESCO entre 1984 e 1988, membro do Hague Club entre 1996 e 2001, membro do Conselho Institucional da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, membro do Conselho Geral da Fundação Inês de Castro. Era, atualmente, Presidente do Conselho de administração da Lavradores de Feitoria – Vinhos de Quinta SA. 

Contraiu o seu primeiro matrimónio com D. Emília Maria de Brito Rodriguez de Cela, nascida em 3 de fevereiro de 1942, e o segundo com D. Maria Amélia de Magalhães Nunes da Ponte, nascida em 31 de janeiro de 1951. Era pai de Teresa Margarida Gomez de Sousa Botelho de Albuquerque e Inês Sofia Gomez de Sousa Botelho de Albuquerque e avô de Ana de Sousa Botelho de Albuquerque Paganini e Laura Sousa Botelho de Albuquerque Cruz.

Menu