Festival Lua Cheia – Arte na Aldeia esgota em Coêdo

Mais de três centenas de pessoas marcaram presença na Aldeia de Coêdo para assistir ao novo modelo de evento apresentado pela Peripécia Teatro. 

Era conhecido por celebrar-se em todas as noites de Lua Cheia, mas o novo formato do Festival Lua Cheia – Arte na Aldeia, organizado pela Peripécia Teatro, não impediu que o mesmo fosse um sucesso. Durante os 6 dias de evento, o espaço disponível na aldeia de Coêdo, local do festival, esgotou, com a presença de 323 pessoas, no conjunto dos vários espetáculos nesta pequena aldeia do concelho de Vila Real. 

Cumprindo todas as normas de segurança recomendadas pela Direção-Geral de Saúde, esta edição diferente acabou por ter um sucesso especial, visto que a procura por bilhetes ultrapassou largamente o espaço disponível para as apresentações produzidas pelas cinco companhias teatrais de várias zonas do país, que fizeram algumas demonstrações do melhor que a cultura nacional tem para dar ao público. 

“Foi com grande satisfação que contámos com o apoio das pessoas no nosso festival. Tivemos mais de três centenas de pessoas nos 6 dias do evento, o que só mostra que a cultura está viva e que as pessoas têm interesse em ver mais produções teatrais produzidas por companhias cheias de talento, como as que tivemos durante o festival”, refere Sérgio Agostinho, diretor artístico da Peripécia Teatro. 

Recorde-se que esta programação em noites de lua cheia tem como base colocar a arte em diálogo com o espaço e comunidade rural, ou não fosse a sede do Peripécia Teatro na antiga escola primária de Coêdo, sítio onde sempre se realizou este evento.

Menu