Futebol AFVR: retoma das competições e redução do custo dos jogos em casa

A Associação de Futebol de Vila Real (AFVR) decidiu retomar os campeonatos distritais de futebol sénior, suspensos desde o passado mês de janeiro. Para apoiar os seus clubes filiados nesta retoma à competição, a direção da AFVR deliberou reduzir em 50% o valor das quotas de arbitragem e organização de jogos da Divisão de Honra.

A medida surge na sequência do levantamento de medidas de confinamento, permitindo, a partir do dia 5 de abril, o início da atividade desportiva, e a 19 de abril, a retoma da atividade desportiva das modalidades de risco médio, onde se inclui o futebol e futsal.

A direção da AFVR, no seguimento da reunião realizada com os clubes envolvidos em provas seniores de futebol, decidiu retomar o Campeonato da Divisão de Honra, a 2 de maio, assim como a realização da Taça AFVR.

A AFVR aprovou, ainda, a alteração ao formato das provas. Assim, o apuramento de Campeão da Divisão de Honra vai realizar-se num modelo de campeonato “todos contra todos, por pontos e a uma volta”. O vencedor sagrar-se-á campeão distrital e ascenderá, automaticamente, ao Campeonato de Portugal, a disputar na época seguinte.

Em caso de a prova ser interrompida, a partir da 3ª jornada, por razões de saúde pública, será homologada a classificação que se verificar à data. Caso seja interrompida antes da 3ª jornada, a classificação será determinada de acordo com o coeficiente de pontos por jogo, englobando todos os jogos realizados na prova (1ª e 2ª Fase).

Clubes vão poder fazer até seis substituições

No que concerne ao apuramento da classificação geral, do campeonato da Divisão de Honra, onde se incluem os clubes que não foram apurados para a fase de Apuramento de Campeão, o formato será, igualmente, “todos contra todos, por pontos e a uma volta”.

À semelhança da fase de apuramento de campeão, em caso de a prova ser interrompida, a partir da 3ª jornada, por razões de saúde pública, será homologada a classificação que se verificar à data. Caso seja interrompida antes da 3ª jornada, a classificação será determinada de acordo com o coeficiente de pontos por jogo, englobando todos os jogos realizados na prova (1ª e 2ª fases).

Na Taça AFVR, as eliminatórias vão realizar-se todas as uma mão. Em caso de interrupção, por motivos de saúde pública, não seja possível a realização de jogos desta prova e, em consequência, seja dada por concluída em momento anterior à sua conclusão normal.

A indicação de clubes participantes nas competições da FPF na época seguinte far-se-á mediante a indicação dos clubes que ainda estão em competição na prova e que foram os melhor classificados na tabela classificativa do campeonato.

Em todas as provas, alterar-se-á o número de substituições definidos no respetivo Regulamento. Nesse sentido, os clubes podem designar até 7 jogadores suplentes na ficha técnica de jogo, podendo efetuar até 6 substituições no seu decorrer e um máximo de 3 interrupções de jogo (por equipa) para substituições, sem distinção das posições que os jogadores ocupam em campo e independentemente de os substituídos se encontrarem ou não lesionados.

“Todas estas decisões estão dependentes da evolução epidemiológica no país e, principalmente, no nosso distrito. Desta forma, apelamos para que as regras impostas atualmente pelo estado de emergência em vigor sejam cumpridas, para que possamos regressar à atividade de acordo com as datas definidas pelo Governo”, informou a AFVR.

Menu