GNR de Vila Real deteve 12 pessoas por burlas em território europeu

O Comando Territorial da GNR de Vila Real, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vila Real, hoje, dia 3 de novembro, deteve seis homens e seis mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 53 anos, por crimes de burla praticados em território europeu, nos concelhos de Tarouca e Barcelos.

No decorrer de uma investigação por burla, iniciada em junho, foi possível apurar-se que os 12 suspeitos procuravam jornais e anúncios na Internet, colocados por empresas, maioritariamente de construção civil, que ofereciam propostas de emprego para trabalhos em Portugal e noutros países europeus. Foi possível apurar-se ainda que os suspeitos, após contacto com as empresas, faziam-se passar por trabalhadores/chefes de equipas com funções iguais às que eram solicitadas nos anúncios, conseguindo assim, desta forma elevadas quantias em dinheiro, através de transferências bancárias, que serviriam para pagar a viagem até ao local onde eram esperados para trabalhar.

No decorrer das diligências de investigação, após a investigação de dezenas de burlas a pessoas e empresas em Portugal e noutros países europeus, foram realizadas quatro buscas domiciliárias e quatro em veículos, nos concelhos de Tarouca e Barcelos, resultando a apreensão do seguinte material: 23 telemóveis; 26 cartões de telemóvel; Uma viatura; Vários documentos e anotações; 460 euros em numerário.

No decorrer da ação foram ainda congeladas 10 contas bancárias associadas a esta investigação de burlas.

Os detidos serão presentes amanhã ao Tribunal Judicial de Vila Real para aplicação de medidas de coação.

Esta operação contou ainda com o reforço da Unidade de Intervenção, através do Grupo de Intervenção e Ordem Pública (GIOP) e do Grupo de Intervenção e Operações Especiais (GIOE), dos Comandos Territoriais de Vila Real, Viseu, Porto e Braga e ainda com o apoio da Policia de Segurança Pública (PSP).

Menu