Ideias para requalificação do KM0 da EN2 passam agora a discussão pública

Foi em sessão pública, realizada ontem, dia 28 de junho, no Jardim Público de Chaves, que a autarquia apresentou as três melhores propostas resultantes do Concurso de Ideias para requalificação e valorização do Km0 da EN2, espaço tão emblemático da cidade flaviense.

Os proponentes tiveram a possibilidade de apresentar as suas propostas, previamente selecionadas por um júri técnico da autarquia, que passam agora a ser alvo de análise e contributos na página de consulta e discussão pública do website do município (https://www.chaves.pt/pages/102).

O Município dá assim oportunidade a todos os flavienses de participarem ativamente na escolha do melhor projeto, política que tem vindo a ser adotada pelo atual executivo, promovendo assim o envolvimento dos mesmos nesta tomada de decisão, num projeto que a autarquia entende ser de grande relevância para o concelho e região do Alto Tâmega.

Para o autarca flaviense, Nuno Vaz “o objetivo deste projeto passa pela conciliação da função rodoviária, com a vertente turística desenvolvida em redor do Marco Km0, através da tomada da decisão mais adequada que valorize e dignifique o espaço que atualmente é conhecido como a rotunda do Km0 da EN2”.

A proposta vencedora, pela equipa ‘Core Concept’, conquistou um prémio de seis mil euros, com um projeto num valor de execução estimado em 150 mil euros. Este assenta numa filosofia de intervenção mantendo a estrutura funcional do espaço, com algumas adaptações, que conferem maior comodidade e segurança de circulação pedonal, traduzindo-se, essencialmente, na deslocação do marco e substituição do pavimento da placa central por vegetação arbustiva e herbácea.

Em segundo lugar, a proposta de ‘Jaime Eusébio – Arquitetura, Lda’, premiada com três mil euros, apresenta um projeto com execução estimada de 168 mil euros, que assenta na manutenção da estrutura funcional, com algumas adaptações, com vista a conferir melhor qualidade estética e funcional do espaço.

A proposta classificada em terceiro lugar, do Arquiteto João David Ribeiro Teibão Fernandes e equipa, conquistou um prémio de 1.500 euros, apresentando um projeto com execução estimada de 416 mil euros, que pretende romper por completo com o atual cenário urbano da área de intervenção, conferindo ao mesmo uma nova dinâmica, com o aumento e a valorização do espaço público destinado ao peão, em detrimento do espaço destinado ao trânsito automóvel.

Menu