Investimento de 1,2 milhões de euros em Complexo de Piscinas Exteriores nas Termas de Chaves

Projeto foi hoje dado a conhecer e as obras devem avançar já em agosto

Um complexo termal ao ar livre com piscinas naturalmente quentes, espaços de hidromassagem e relaxamento, tanques de contraste com diferentes temperaturas ligadas entre si, para que os visitantes possam desfrutar das propriedades únicas da Água das Caldas de Chaves. Este é o objetivo do Aquae Salutem, uma aposta “excecional, singular e diferente” que vai potenciar o desenvolvimento da cidade, como afirmou Nuno Vaz, Presidente do Município de Chaves, na apresentação do projeto esta tarde.

Segundo Nuno Vaz,”há muito tempo que nós, flavienses, tínhamos a grande ambição de experienciar, num contexto natural, aquilo que é uma excecionalidade da nossa natureza – a nossa Água Termal. Este projeto visa complementar a oferta termal para que possamos não só prestar cuidados de forma mais eficaz, mas, ao mesmo tempo, fazer com que as pessoas possam explorar novos sentidos, novas sensações”, realçando ainda que esta é “uma oportunidade de, num dia de inverno, usufruir da água naturalmente quente flaviense num espaço aberto”.

Com programas de prevenção e cura de stress, cansaço ou ansiedade, assim como de promoção da saúde, com técnicas de balnearoterapia, o projeto Aquae Salutem visa a criação de novos ambientes de utilização termal, que complementam a oferta de tratamentos disponíveis no Balneário Flaviense, através do aproveitamento do recurso geotérmico existente. “Este complexo, além de reforçar, diversificar e estabilizar as opções ao dispor dos termalistas, é ainda uma afirmação identitária, turística e termal de Chaves”, assegura o autarca.

Para Fátima Pinto, administradora das Termas de Chaves, este equipamento surge como uma resposta “a uma necessidade que percebemos que existia”. “Este espaço destaca-se pela diferença que tem na utilização das águas quentes no exterior, procurando combater a sazonalidade e reforçando a aposta na vertente mais turística, focada no público mais jovem que representa o futuro do Termalismo”.

Menu