Jornadas de Genética e Biotecnologia na UTAD

A Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro foi palco das XII Jornadas de Genética de Biotecnologia e II Jornadas Ibéricas de Genética y Biotecnologia. O evento realizou-se nos dias 21 e 22 de fevereiro. A organização foi da responsabilidade do Núcleo de Estudantes de Genética e Biotecnologia da UTAD, em conjunto com os docentes do Departamento de Genética e Biotecnologia da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro e da Universidade de León.

Pelo segundo ano consecutivo as Jornadas de Genética e Biotecnologia foram também Jornadas Ibéricas. Cláudia Rocha, Presidente do Núcleo de Estudantes de Genética e Biotecnologia da UTAD considera que a organização das jornadas em conjunto com a Universidade de Léon permite ter uma “outra visão das coisas” e mais pessoas envolvidas na organização das jornadas, permitindo que o evento seja “muito mais dinâmico” e mais “enriquecedor”.

Para a Presidente do Núcleo de Estudantes de Genética e Biotecnologia da UTAD, a realização das Jornadas é importante para os alunos pois permite alargar as perspetivas do futuro profissional e explicou que no primeiro ano “não tinha muito bem a noção do que era o curso” nem o que podia fazer com o mesmo, mas agora no terceiro já tem outra perspetiva graças às Jornadas a que foi em anos anteriores.

Na sessão de abertura estiveram presentes Emídio Gomes, Vice-Reitor da UTAD para a Área da Investigação e Inovação; Eugénia Almeida, Vereadora da Câmara Municipal de Vila Real; Artur Sá, Presidente da Escola das Ciências da Vida e do Ambiente; Maria Luz Centeno, representante da Universidade de Léon e Fernanda Leal, Diretor do Curso de Genética e Biotecnologia da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro.

Manuel Almeida

Menu