Lamego em risco de dar passo atrás no desconfinamento

Portugal vai avançar este sábado, dia 1 de maio, para a quarta e última fase do plano de desconfinamento, com a passagem do estado de emergência para o estado de calamidade. Apesar da evolução positiva dos números da pandemia, o concelho de Lamego tem registado, nos últimos dias, um aumento do número de novos casos de pessoas por COVID-19. Neste momento, a taxa de incidência é de 165 casos por 100 mil habitantes, muito próximo do nível definido pelo Governo (240 casos por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores), a partir do qual os municípios correm o risco de dar um passo atrás no plano de desconfinamento.

Conforme anunciado, a partir de agora, a avaliação do nível de risco passa a ser feita semanalmente para permitir controlar melhor a evolução concelho a concelho. Lamego integra o lote de municípios já identificados pelo Governo em que o processo de desconfinamento pode regressar à fase anterior a 1 de maio. Esta decisão acarretaria a adoção de regras mais apertadas e penalizaria gravemente a atividade económica local, com o encerramento antecipado de vários estabelecimentos comerciais.

Neste sentido, o Município de Lamego apela, mais uma vez, ao respeito e ao cumprimento escrupuloso de todas as normas de segurança face à propagação da covid-19, nomeadamente o uso de máscara de proteção e a salvaguarda do distanciamento social.

Menu