Livro “Federico Fellini: a inevitabilidade da arte”, de Anabela Branco de Oliveira, apresentado na UTAD

O livro “Federico Fellini: a inevitabilidade da arte”, da autoria de Anabela Branco de Oliveira foi apresentado na Aula Magna da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro. O evento realizou-se na quinta-feira, 27 de maio.

Anabela Branco de Oliveira é uma fã do Federico Fellini. O facto de ser um cineasta exuberante e muito caustico na avaliação da sociedade fizeram com que a autora do livro se interessasse por ele. Anabela Branco de Oliveira participou em vários congressos dedicados às obras do realizador italiano. Apesar de ser “um grande mestre da História do cinema”, percebeu que junto dos alunos, Fellini é pouco conhecido e pouco estudado. Uma das motivações para a realização do livro foi a vontade da autora em “dar aso à paixão” que nutre pelo Federico Fellini.

Antes da apresentação do livro dinamizada por Artur Cristóvão, foi feito um espetáculo intitulado “Fragmentos para Fellini, encenado por Luísa Pinto e apresentado pelos alunos do 1º ano da Licenciatura em Teatro e Artes Performativas, no âmbito da Unidade Curricular de Corpo e Movimento”. A performance foi inspirada no livro “Federico Fellini: a inevitabilidade da arte” e na forma como a autora “vê e analisa” as obras do Fellini, afirmou Luísa Pinto.

Anabela Branco de Oliveira está a preparar o lançamento de outro livro dedicado a Federico Fellini sobre a forma como em Portugal a comunicação social e a crítica de cinema abordaram os seus filmes.

Federico Fellini nasceu a 20 de janeiro de 1920 e faleceu a 31 de outubro de 1993.

Manuel Almeida

Menu