Luís Santos é o candidato do Bloco de Esquerda a Vila Real

A Assembleia Concelhia de aderentes do Bloco de Esquerda (BE) em Vila Real, reunida a 21 de abril, aprovou por unanimidade o nome de Luís Santos como candidato à Câmara Municipal de Vila Real nas autárquicas de 2021, decisão que a Comissão Coordenadora Distrital confirmou. O mandatário da candidatura do Bloco aos órgãos autárquicos no concelho de Vila Real será o professor universitário Artur Cristóvão.

Luís Miguel Mourão dos Santos, 46 anos, nasceu a 16 de setembro de 1974 em Vila Real. Licenciado em Recreação, Lazer e Turismo e com mestrado em Gestão pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), é ainda aluno da licenciatura em Solicitadoria na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo – Instituto Politécnico de Bragança. É funcionário público integrado no mapa de pessoal da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Com um passado ligado ao mundo do associativismo desportivo, nomeadamente ao Andebol, como praticante e como treinador de camadas jovens, integrou também, durante alguns anos, a direção do Académico de Alves Roçadas. Foi candidato do Bloco de Esquerda às eleições autárquicas de 2017 e legislativas de 2019 como independente.

Artur Cristóvão. Professor Catedrático do Departamento de Economia, Sociologia e Gestão da Escola de Ciências Humanas e Sociais da UTAD. Licenciado em Engenharia Agronómica, Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa (1978). Mestre e Doutor em Educação Contínua e Vocacional, especialidade de Extensão Educativa, pela Universidade de Wisconsin-Madison, EUA (1984/1986). Investigador e Coordenador de Projetos de Investigação na área do Desenvolvimento Rural. Entre julho de 2013 e maio de 2021 foi Vice-Reitor responsável pelas áreas da Comunicação, do Planeamento, da Internacionalização e da Cultura. Nestas funções coordenou a elaboração dos Planos Estratégicos e a interligação dos mesmos com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

O Bloco informou que se apresenta a eleições “alicerçado num projeto político sólido de oposição, ainda que sem representação eleita, mas que, nem por isso, se fez menos profícua, ativa e vigilante”.

“Esta candidatura representa todos aqueles que ambicionam um concelho diferente, onde a evolução seja sinónimo de melhoria da qualidade de vida, valorizando a inclusão, o mundo rural, preservando a cultura, o património e a tradição, o desporto e o lazer, que seja exemplo na relação com o ambiente e com os animais”, informou o partido.

Menu