Luís Tão critica “silêncio” da autarquia face à insegurança no Pioledo

No seguimento dos desacatos ocorridos recentemente no Largo do Pioledo, o candidato do PSD/CDS-PP à Câmara Municipal de Vila Real, Luís Tão, reuniu com o Comando Distrital da PSP de Vila Real, referindo, no final, que os vila-realenses podem ficar descansados “porque esta entidade é bem organizada e empenhada”.

Existe, no entanto, “um problema de segurança em Vila Real”, reconheceu o cabeça de lista da coligação “Vila Real à Frente”, “cujo o epicentro é o Pioledo”. “É um problema que carece de um esforço acrescido por parte da Câmara Municipal para resolvê-lo. A autarquia tem de criar condições logísticas para ajudar neste combate à insegurança”, salientou Luís Tão, reforçando que não pode esperar por Lisboa para resolver o problema.

Para o candidato, é essencial não esquecer as pessoas que sofrem com a situação, nomeadamente os comerciantes da zona que “têm de ser parte integrante na solução”. Nesse sentido, o PSD vai reunir com a administração dos condomínios da zona do Pioledo e com os comerciantes para estabelecer um diálogo.

Luís Tão reforçou, ainda, que a solução do problema passa pelos horários, pelo licenciamento, pelo apoio às forças de segurança e, por fim, por um maior investimento da autarquia, que “se tem mantido no silêncio”.

“Se, por ventura, a Câmara Municipal não resolver [este problema], eu próprio o resolverei, quando for presidente da Câmara”, concluiu.

Menu