MACNA nomeia artistas ao prémio “Sovereign Portuguese Art Prize 2022” promovido em Portugal pela primeira vez

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA) foi convidado pela Sovereign Art Foundation para nomear um conjunto de artistas para integrarem o Prémio “Sovereign Portuguese Art Prize 2022”, promovido pela primeira vez em Portugal. Dois dos artistas nomeados pelo MACNA ao referido prémio foram selecionados para integrarem a lista de 30 finalistas.

Inês Botelho e Rui Moreira foram os artistas nomeados pelo MACNA, estando agora na lista de finalistas. Inês Botelho inicia o seu percurso em pintura, mas a sua pesquisa encontrou na prática do desenho uma passagem para o território da escultura com especial incidência na instalação. O trabalho do Rui Moreira é inspirado nas suas viagens cujos destinos são escolhidos com o maior cuidado. O artista experiência as mudanças, ambas físicas e psicológicas, inerentes aos territórios que visita. No regresso destas jornadas desenha sem interrupção.

A participação de entidades como o MACNA neste prémio representa uma garantia e reconhecimento do prémio, assim como dos artistas participantes. Outra mais-valia da iniciativa é sem dúvida o júri com várias personalidades reconhecidas do meio nacional e internacionalmente. 

Do conjunto de artistas nomeados, foram selecionados trinta artistas finalistas, cujas obras serão expostas em exposição a apresentar no Palácio das Artes, no Porto, de 13 a 30 abril de 2022, assim como na Sociedade Nacional de Belas-Artes, em Lisboa (entre 24 de maio a 18 de junho) e no Museu Berardo, em Estremoz (de 22 de junho a 15 de agosto).

Menu